segunda-feira, 19 de agosto de 2013

"Se avexe não". Analisada por Adelivan Ribeiro, poeta e jornalista e meu amigo.

Se avexe não
(Forró Pega Leve – Accioly Neto)

“Ô... Xalalalalalalá (x3)

Ô... Coisa boa é namorar..
Se avexe não
Amanhã pode acontecer tudo
Inclusive nada
Se avexe não
A lagarta rasteja até o dia
Em que cria asas
Se avexe não
Que a burrinha da felicidade
Nunca se atrasa
Se avexe não
Amanhã ela pára na porta
Da sua casa
Se avexe não
Toda caminhada começa
No primeiro passo
A natureza não tem pressa
Segue seu compasso
Inexoravelmente chega lá
Se avexe não
Observe quem vai subindo a ladeira
Seja princesa ou seja lavadeira
Pra ir mais alto vai ter que suar
Ô... Xalalalalalalá (x3)
Ô... Coisa boa é namorar”

A letra de “se avexe não”, obra prima cantada por uma banda de forró, na análise de Adelivan Ribeiro, representa o cotidiano da vida de todos. “A lagarta rasteja até o dia

Em que cria asas”; “A natureza não tem pressa”; “Amanhã pode acontecer tudo, Inclusive nada”. Sobre  o texto poético, afirma Adelivan: “sem pressa, calma! Tudo a seu tempo. A natureza é sábia e não há nada por acaso. É preciso – é certo – que façamos a nossa parte e o resto virá no seu tempo devido”. E isso porque, ainda nas palavras de Adelivan, “amanhã pode tudo acontecer, tudo morrer ou tudo viver, a depender do sentido que se dá à vida.”(Adelivan Ribeiro, in Textos Avulsos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário