quarta-feira, 23 de setembro de 2015

TCU E A ANÁLISE DE DADOS

Análise de dados, que nada mais é senão a compilação de informações, utilizando-se de estatística, para que se tenha eficiência nas atividades, vem sendo destacada pelo Tribunal de Contas da União. Veja-se a notícia oriunda do citado tribunal:
“O Tribunal de Contas da União, em seu Plano Estratégico de 2015 - 2021, reconhece a importância de desenvolver capacidade organizacional ampla para trabalhar com recursos tecnológicos emergentes e analisar grandes bases de dados (big data). Tanto que em seu mapa estratégico, um dos objetivos trata exclusivamente desse assunto.
Além disso, o Tribunal possui em seu Plano de Diretrizes vigente o indicador “Índice de capacitação em análise de dados” que avalia o percentual de servidores capacitados para trabalhar em análise de dados internos e externos ao TCU. Por esse motivo, o Plano Diretor da Segepres estabeleceu como uma das ações prioritárias para 2015 a proposição de um programa de capacitação em análise de dados.
Mas afinal, o que é análise de dados?
A análise de dados encontra-se na confluência entre áreas de análise estatística, programação e conhecimento do negócio, o que requer a construção de equipes multidisciplinares nessas áreas para potencializar seus benefícios.
Por que a análise de dados é tão importante no contexto mundial?
A tendência mundial de informatização leva ao aumento da quantidade de dados facilmente acessíveis e do poder computacional disponível para tratá-los. Assim, decisões que antes eram baseadas em experiência pessoal e conhecimento especializado tendem a se apoiar em dados coletados e tratados de forma automática.
A capacitação nas competências informacionais em geral, e a competência  em análise de dados em específico,  vem sendo tratada como prioritária tanto sistemas de ensino, quanto por organizações públicas e privadas em países desenvolvidos. Por exemplo, no Action Plan on Open Government 2.0, o governo canadense considerou o tema como uma das bases de sua futura economia. A pesquisa denominada Skills Outlook 2013, feita pela OCDE, constatou que habilidades nesse tema constituem relevante indicador a respeito da empregabilidade dos trabalhadores, sobretudo por serem transversais a uma série de contextos profissionais, sociais e cívicos. As competências em análise de dados também aparecem em uma série de propostas curriculares profissionais que buscam a adequação da força de trabalho às demandas profissionais contemporâneas.”
  


Nenhum comentário:

Postar um comentário