quinta-feira, 25 de junho de 2020

Estilo tem alguma relação de sexo entre as palavras. E o que é a psicolexicologia?



Essa reflexão não é minha. É do Machado de Assis. Isso! O Joaquim Maria Machado de Assis. Daí ser Machado o grande Machado. Lido em vários países do mundo. Aliás, ele disse mais: afirmou que as palavras têm sexo.

“–Sexual?
Sim, minha senhora, sexual. As palavras têm sexo. Estou acabando a minha grande memória psicolexilógica, em que exponho e demonstro esta descoberta. Palavra tem sexo.
Mas, então, amam-se umas às outras?
Amam-se umas às outras. E casam-se. O casamento delas é o que chamamos de estilo” [In Os setes pecados capitais. Machado de Assis. Organizadores Maria Clara Carneiro e Maria de Fática Pereira. Hunter Books. São Paulo. 2011, p. 143].

Para Machado, o casamento entre as palavras é estilo. Diz-se não ser simples a definição de estilística, sendo o estilo exatamente o objeto da estilística. E, dá para dizer, também, que a palavra estilo, hoje, aplica-se a tudo que possa apresentar características particulares, conforme estudos de Nilce Sant’Anna Martins, in Introdução à Estilística, EdUSP. São Paulo, 2012, p. 17]

Em síntese, estilo, além de ser, mesmo, algo relacionado a sexo entre as palavras, também é algo extremamente importante num texto, e que alinha personalidade, experiência, leitura, gramática, arte, intenções, tudo isso que tem tudo a ver, realmente, com a psicolexicologia. Lexicologia é área da linguística que busca a significação dos vocábulos. Ao passo que psico, também de um modo bem simples, é elemento de composição de palavras que pode trazer a ideia de sentidos da mente ou espírito.
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário