segunda-feira, 22 de junho de 2020

Testou positivo ou negativo?

Testou positivo ou negativo?

Interessante essa história de testar positivo. Iniciou-se a pandemia, com esse vírus louco denominado de covid-19, e veio essa expressão: ‘testar positivo’. Fulano testou positivo! É isso mesmo? Não, não é isso. Ninguém, ao menos para a Língua Portuguesa, testa positivo para um vírus. Em você é feito um teste, e do resultado desse teste, chega-se ao fato de você estar, ou não estar, com a doença. Se estiver, teste positivo; se não estiver, teste negativo.
Ora, se o teste é feito em você, você não testa. Como dito, é feito um teste em você. Quando se diz que fulano testou positivo, a rigor, para essa construção, diz-se que fulano testou positivamente. Porque a entrada ‘positivo’, aí, funciona como advérbio. É o mesmo para “a cerveja que desce redondo”. A cerveja desce redondamente. Por isso que não se pode dizer que a cerveja desce redonda.
Então, quando alguém testa positivamente, esse alguém teria que fazer o teste nele próprio, quando isso não é possível. O teste é feito por um laboratório, por um preposto, não sendo a regra o autoteste. Até pode ocorrer; se a pessoa for da área da saúde ou laboratorial. Mas não é a regra. Em síntese, melhor será: foi feito o teste no prefeito de São Paulo, tendo o resultado indicado positividade para a covid-19. Covas, assim, está com a covid-19, porquanto saiu o resultado com atestação positiva para tanto. Se quiser resumir, pode-se dizer: Covas teve resultado positivo para a covid-19; mas nunca Covas testou positivo para a covid-19. E vamos também dizer que Covas irá se recuperar também desse problema de saúde. Peçamos a Deus essa providência para ele.
Mudando de assunto, Covid-19 ou covid-19? Fica para a próxima.
É isso.
[Rodrigo Ribeiro Cavalcante]

Nenhum comentário:

Postar um comentário