Gramaticografia


Quando se critica muito a gramática normativa, sob o argumento de que há ali arcaísmos e desnecessidades, inclusive, também, com fundamento na gramática descritiva, em fico com cuidado. Porque para esses críticos é para valer – não são todos – o que ele deseja, e isso também por aspectos político-sociais.

Calma! É preciso estudo e, por oportuno, ter-se em mente que a vida – e a língua também – é feita de signos e códigos.

E pronto!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono. Uma letra musical de Djavan, “comentada” poeticamente com o auxílio de Adelivan Ribeiro

Salta aos olhos ou salta os olhos?

"Se avexe não". Analisada por Adelivan Ribeiro, poeta e jornalista e meu amigo.