Urgente não é muito nem pouco, é urgente.

Urgente não é muito nem pouco, é urgente.

Interessante que algumas palavras, quando estão qualificadas, soa esquisito. Urgente não é muito nem pouco, é urgente. “Top” também; não é muito nem pouco, é “top”: simplesmente “top”. Aliás, “top” é palavra de origem inglesa, neologismo, para o Português, portanto. E pasmem! Já registrada no VOLP – Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa –, como substantivo masculino, termo estrangeiro, https://www.academia.org.br/nossa-lingua/busca-no-vocabulario. Voltando às qualificações, necessário nem é muito nem pouco, é necessário. E assim vai para: admirável, fã, deslumbrante, espetacular, esplêndido, estupendo, excelente, excepcional, extraordinário, fabuloso, fantástico, fenomenal, formidável, glorioso, idílico, magnificente, magnífico, maravilhoso, sensacional, soberano, refulgente, emocionante.

Comentários

Últimas publicações

Salta aos olhos ou salta os olhos?

Outono. Uma letra musical de Djavan, “comentada” poeticamente com o auxílio de Adelivan Ribeiro

A ALIANÇA. De Bastos Tigre